Controle de Treinamentos

Conforme solicitação de um dos usuários do nosso BOT do Telegram (@soepinaobasta_bot), elaboramos uma simples proposta de planilha para controle de treinamentos.


Preferimos utilizar gráficos baseados em planilhas dinâmicas para automatizar os redimensionamentos e a definição de diferentes campos de dados, no objetivo de facilitar para todos.

Atualmente a planilha conta com os campos diversos desbloqueados, assim você pode utilizá-la normalmente, uma vez que bloqueamos apenas os campos automáticos do arquivo, evitando que sejam alteradas as fórmulas.

Por favor, compartilhe e entre em contato conosco para sugerir melhorias.

Caso você precise desbloquear a planilha ou queira sugerir melhorias, entre em contato pelo nosso WhatsApp, acessível através do link Nossos Grupos, aqui do site.

Sempre sem custo algum!

 

Download


A propósito, caso queiram realizar alterações, a senha para desbloquear é a sigla do nosso site:(minúsculo)

senb

Peço apenas que me reencaminhem a planilha com as melhorias para aprendermos juntos.

Pressurização de Escadas: Entendendo este sistema!

Baseada na Instrução Técnica (IT) de Nº 13/2019 do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, que fala sobre os requisitos básicos para as saídas de emergência em casos de incêndio, a pressurização das escadas é o sistema responsável por viabilizar a saída das pessoas dos locais em chama, de forma segura.

O sistema de prevenção de incêndios é amplo e agrega uma série de fatores e medidas. Neste artigo, falaremos primordialmente da escada pressurizada. Entendendo como esse sistema funciona e porque ele é tão fundamental.

A instrução técnica nº 13, especifica todos os parâmetros que devem ser seguidos à risca nos edifícios. Principalmente como forma de manter a segurança no caso de incêndio.

Foram regulamentados parâmetros como: largura das saídas, distância percorrida, corrimão, piso, parede, forro, teto e material dos objetos presentes na estrutura do edifício. Tudo isso, a fim de que não seja facilitada ou incentivada a produção de mais fogo e fumaça no local.

Outras referências normativas (NBR’s) foram utilizadas como base para a criação da IT 13. Estas citam importantes fatores como: porta corta fogo, sistema de iluminação de emergência, elevadores elétricos, instalações elétricas e reação ao fogo dos materiais que são formados a construção. Dentre as mais importantes podemos destacar:

  • NBR 9077 – Saídas de emergência em edifícios;
  • NBR 10898 – Sistemas de iluminação de emergência;
  • NBR 11742 – Porta corta-fogo para saída de emergência;
  • NBR 13768 – Acessórios destinados à porta corta-fogo para saída de emergência – requisitos;
  • NBR 14880 – Saídas de emergência em edifícios – Escada de
    Segurança – Controle de fumaça por pressurização;
  • NBR 16401 – Instalações de ar-condicionado – Sistemas
    centrais e unitários;
  • NBR 17240 – Sistemas de detecção e alarme de incêndio.

Porque esse sistema é tão importante?

Existem dados que estimam que em casos de incêndio fatais, o número de mortes por asfixia, supera o número de óbitos por queimaduras.

Isso é um fato, além de ser muito preocupante!

Sem um sistema que proteja esta rota de fuga (as escadas de incêndio), este local certamente fica comprometido devido a fumaça, colocando em risco a segurança das pessoas.

Além de ser tóxica, devido ao elevado grau que se encontra, a fumaça em alta temperatura causa inchaço interno e queimaduras em todo o trato respiratório. Promovendo o fechamento das vias aéreas, levando à morte por envenenamento ou asfixia.

Mas o que é a pressurização?

A Pressurização é o sistema que impede que a fumaça do incêndio adentre as saídas de emergências, a fim de que as pessoas possam ser evacuadas de forma segura.

Por meio desse sistema, que é composto de ventilador (com fonte de energia independente), painéis, venezianas e filtros, o ar é captado em um ambiente externo e insuflado para o interior das escadas por meio de dutos e grelhas em todos os andares, mantendo o local sob pressão positiva.

Além disso, esse sistema deve ser bem balanceado. Todos os andares devem receber vazão de ar calculada para manter a pressão positiva por igual.

Em caso de incêndio, o detector de fumaça ou outro periférico acionado, ativará o sistema de pressurização que começará a funcionar imediatamente.

Tendo a garantia de que a escada se manterá pressurizada, o corpo de bombeiros consegue agir eficazmente na retirada de pessoas do local ou até mesmo no início do PAE – Plano de Atendimento à Emergências. Uma vez que a fumaça não invadirá as saídas de emergência.

Implantação

Existem 2 formas de implantação desse sistema. Onde o ventilador pode ser instalado em uma casa de máquinas ou em uma antecâmara.

Esse ventilador fica localizado em um ambiente à parte, capta o ar exterior que é encaminhado e inserido nos andares até atingirem uma pressão positiva que varia entre 40 e 60 pa. Desta maneira a fumaça que está no exterior é impedida de adentrar o local.

Estágios do sistema:

Há 2 formas de ter sua escada pressurizada:

No sistema de 1 estágio, a escada só é pressurizada quando o detector de fumaça for ativado.Já no sistema que funciona por 2 estágios, o ambiente é mantido em constante pressurização. Porém o volume de vazão do ar é mantido baixo, e quando o alarme é acionado, o nível da pressurização aumenta.

A Utilização de Filtros de Ar no sistema de pressurização das escadas de incêndio, promove a captura de partículas de poeiras que ficam em suspensão no ar.

Os Filtros G1 (ABNT) – Filtros Grossos Metálicos são os indicados principalmente para esse sistema e são instalados na tomada de ar externo.

O que difere o local onde será instalado o sistema é o tamanho do edifício. E isso pode variar de edifícios de pequeno e médio porte, bem como grandes edifícios comerciais (onde geralmente ficam instalados em uma casa de máquinas).

Vedação

Para eficiência do sistema, é necessário que além da pressurização, as portas corta fogo sejam efetivas para que não exista a perda do ar que pressuriza o ambiente.

Por este motivo que, as portas corta-fogo especificamente do acesso à cabine de pressurização, devem apresentar uma vedação específica!

Dentre as vedações mais utilizados podemos destacar as Tiras Intumescentes, que quando aplicadas em portas corta-fogo, conferem as propriedades de vedação aos gases quentes e fumaça, conforme itens 3.5 e 3.6 da NBR 11.742.

Podem ser embutidas no batente ou na aresta da porta. Todas as tiras possuem as opções com ou sem cerdas que impedem a passagem de fumaça. Em portas corta-fogo com vão superior a 6 mm, esta tira pode ser aplicada sem a necessidade de embuti-la.

As tiras intumescentes em contato com o fogo acima de 200⁰C desenvolvem uma espuma expansiva de até 40x seu tamanho original, que terá duas funções primordiais no caso de incêndio:

1º Vedação por completo do vão da porta e batente, evitando a passagem dos gases tóxicos;

2º Evitará a passagem de chamas nos vãos, garantindo a segurança da saída de emergência.

A espuma expansiva irá realizar a vedação do fogo e fumaça, mesmo quando a temperatura chega a atingir 1000⁰C, não terá efeito mecânico sobre a porta, ou seja, não irá interferir na abertura e fechamento que é fundamental para evacuação das vítimas.

A intoxicação pelos gases (fumaças) é a principal causa de mortes em incêndios. As
tiras intumescentes reduzem os riscos de intoxicação, ao evitar a passagem do
fogo e fumaça pelas frestas e vãos das portas.

BENEFÍCIOS:

• A aplicação das tiras intumescentes ao redor das portas corta fogo, é capaz de
aumentar em até 1 hora o desempenho das portas e reduzir a distorção dos painéis
pelo calor durante um incêndio;

• Redução nos valores despendidos com as apólices de seguros e resseguros.

Lembrando que, conforme as especificações da porta corta-fogo, esta vedação pode ser somente lateral, central ou inferior como também pode ser feita em todos os lados da porta.

Da mesma maneira, é de extrema importância que haja um sistema de energia de fonte independente no edifício. Pois de nada adianta ter a escada pressurizada, sem a garantia de que tudo funcionará corretamente. Sobretudo em casos de corte de energia durante o incêndio.

Componentes do Sistema de Pressurização

– Detector de Fumaça;

– Sistema de Detecção e Alarne de Incêndio;

– Sistema de Exaustão (Ventiladores, Venezianas, Grelhas, Filtros de Ar e Dutos);

– Portas Corta-Fogo;

– Sistema independente de energia elétrica.

É por meio deste sistema, que as escadas se tornam uma rota de fuga segura para as pessoas.

Deixe nos comentários! Gostou do texto? Comente, deixe o seu “gostei” e compartilhe!

NR12 – Máquinas e Equipamentos

Conforme solicitado no bot do Telegram.

Segue material recebido relacionado a NR12 que tenho recebido em alguns grupos.

Caso você possua material relacionado e queira compartilhar, por favor nos envie no e-mail tecstrabalho@gmail.com

Como sempre, material gratuito!

Ajude a compartilhar.

Você tem material e deseja compartilhar?

Entre em contato conosco através dos nossos grupos, disponíveis no link do menu superior.