Engasgo: O que é, como identificar e o que fazer!

O que é engasgo?

Denominamos engasgo quando ocorre o bloqueio da traqueia ( órgão responsável em enviar e retirar o ar dos pulmões) por um objeto estranho, por vômito ou até mesmo sangue. Fisiologicamente, a traqueia é frequentemente protegida pela epiglote, esta nada mais serve como uma porta que abre e fecha, conforme a necessidade de ar. Assim, quando ocorre a passagem de ar, a epiglote permanece aberta, porém quando ocorre a alimentação, a epiglote é fechada, impedindo que qualquer alimento ou corpo estranho, alcance a traqueia e, posteriormente, os pulmões.

Dessa forma, quando a epiglote falha em sua função, os alimentos, líquidos ou qualquer tipo de objeto estranho, ultrapassa a epiglote, alcançando a traqueia, ocasionando o bloqueio do ar. Por isso que, em alguns casos, o engasgo pode levar à morte por asfixia e, às vezes, pode até deixar a pessoa parcialmente ou totalmente inconsciente.

É necessário saber que dependendo da gravidade do engasgo, esta é uma situação de emergência médica, sendo necessário acionar o serviço de atendimento especializado em emergência o mais rápido possível; pode ser uma questão de vida ou morte!

Como proceder?

Em caso de engasgo por corpos estranhos como: moedas, pequenos brinquedos, pedra ou qualquer outro objeto pequeno, a manobra que se realiza é a conhecida mundialmente como Manobra de Heimlich. Essa técnica foi descrita pela primeira vez pelo médico estadunidense Henry Heimlich em 1974 e induz uma tosse artificial, que deve expelir o objeto da traqueia da vítima.

Esta manobra tem como objetivo realizar uma pressão positiva na região do epigastro (“boca do estômago”), a qual fica localizada dois dedos abaixo do fim do esterno (osso longo que une as costelas), colaborando com a desobstrução e consequente passagem de ar.

Como realizar a Manobra de Heimlich em adultos e crianças maiores que um ano?

  • Abraçar a pessoa engasgada pelo abdômen;
  • No caso de adultos, posicionar-se atrás da pessoa ainda consciente;
  • No caso de crianças, posicionar-se atrás, mas de joelhos;
  • Atrás da vítima coloque uma das mãos sobre a região da “boca do estômago” e com a outra mão, comprima a primeira mão, ao mesmo tempo em que empurra a região dentro e para cima, parecendo que está levantando a pessoa;
  • Continue o movimento até que a pessoa elimine o objeto que está causando a obstrução.

Em caso de pessoa inconsciente, não realize a manobra e contate imediatamente o serviço de emergência.

Como realizar a manobra em crianças menores de um ano e bebês?

Consciente:

  • Coloque o bebê em decúbito ventral (de bruços) em cima de seu braço e faça 5 compressões entre as escápulas (no meio das costas);
  • Depois, vire o bebê de barriga para cima e faça 5 compressões sobre o esterno (osso do meio);
  • Se conseguir visualizar o objeto, retire o mesmo;
  • Caso não seja possível a visualização do objeto, nem a retirada, continue realizando as compressões até a chegada do serviço de emergência.

Inconsciente:

  • Deite o bebê em decúbito dorsal (barriga para cima) em seu braço e abra boca e nariz;
  • Verifique se o bebê está respirando;
  • Se o bebê não estiver respirando, realize duas respirações, bloqueando a boca e o nariz;
  • Observe se há expansão do peito; em caso negativo, realize novamente a respiração;
  • Contate imediatamente o serviço de atendimento de emergência.

 

No serviço e atendimento a emergência, os procedimentos normalmente utilizados são:

Ventilação mecânica: é o método que utiliza uma máscara de ventilação para auxiliar a entrada e a saída de ar do organismo;

Traqueostomia: é o método que utiliza a abertura da traqueia para fazer o desbloqueio da mesma;

Intubação endotraqueal: é o método que utiliza um tubo que é introduzido na traqueia para facilitar a ventilação mecânica ou a ventilação através de aparelhos;

Cricotireoidostomia: é o método que utiliza a abertura da laringe ao nível da membrana cricotiroidea para acessar rapidamente a via aérea.

Lembre-se:  “Em toda e qualquer situação de emergência que envolva principalmente a atuação com primeiros socorros, é necessário manter a calma, para poder agir com segurança e inteligência.”

Deixe nos comentários! Gostou do texto? Comente, deixe o seu “gostei” e compartilhe!

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Fique por dentro das novidades

Participe e comente...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: