Acidentes Industriais: Entendendo os Sinais de Alerta

Quando estamos prestes a adoecer, como por exemplo uma gripe, nosso corpo costuma dar sinais do que pode estar por vir. Ao se dar conta disso temos duas opções: começar o tratamento ou ignorar o aviso e esperar que o pior não aconteça. Da mesma forma, os sistemas instalados em grandes industriais se comportam. Basicamente, a identificação precoce e o tratamento adequado das situações presentes podem prevenir a ocorrência de acidentes industriais.

Os sinais de alerta devem ser tão logo percebidos e reconhecidos, dentro da organização. Em grande parte dos casos, empresas que apresentam boa cultura de segurança e que apresentam em sua gestão ferramentas para a identificação de falhas, inclusive aquelas menos visíveis, obtém maior sucesso na segurança de seus processos. A seguir, veja algumas medidas importantes em relação aos sinais de alerta:

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
  • Não ignorar sinais de alerta que inicialmente pareçam pequenos: Muitas vezes uma pequena falha encontrada em um sistema, pode evoluir para uma situação mais gravosa ou ainda se combinar com outras pequenas falhas, podendo assim já ter condição suficiente para a ocorrência de um acidente. Podemos citar como exemplo, um pequeno vazamento. Este pode com o tempo aumentar em proporção ou ainda se combinar com outras falhas do sistema.
  • Manter um bom Senso de Vulnerabilidade: Estar sempre vigilante, atento as condições operacionais e de preservação, bem como ter consciência dos reais riscos que podem estar presentes no processo, auxiliam na identificação e tratamentos dos possíveis sinais de alerta dados pelo sistema. Já falamos sobre esse assunto aqui.
  • Criar rotinas de inspeção/auditoria nas áreas operacionais: O hábito de verificação pode aprimorar e aproximar os responsáveis pela operação, bem como outras áreas correlatas, dos possíveis sinais de alerta emitidos por um sistema. Uma vibração excessiva, um ruído diferente ou ainda o aumento da temperatura podem dar indícios de que algo está errado, por exemplo.
  • Revisar procedimentos, check-lists, instruções operacionais, entre outros: Em alguns, mesmo executando a operação conforme planejado, podem haver lacunas que direcionam o sistema para um estado de falha. Os sinais de alerta também podem surgir no gerenciamento da produção, sendo sempre necessária a revisão de documentos ligados a esta.

Ainda podem existir muitas outras medidas referentes ao assunto. A observação dos sinais de alerta podem determinar as possíveis fraquezas do sistema. Fraquezas essas que podem ser causadores de um acidente industrial. Logo, preencher essas lacunas devolvendo para o sistema os requisitos mínimos para a sua operação segura, é chave para a prevenção.

Gostou do texto? Comente, deixe o seu “gostei” e compartilhe!

Conheça meu canal no Youtube, estamos também no Instagram e no Facebook. Siga o “Bombeiros Industriais” nas redes sociais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Fique por dentro das novidades

Participe e comente...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: